Total de visitas

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Resumo: Avaliar para promover: As Setas do Caminho

Jussara Hoffmann
Para Hoffmann, o trajeto a ser percorrido, quando praticamos a avaliação, é impulsionado pelo inusitado, pelo sonho, pelo desejo de superação, pela vontade de chegar ao objetivo/destino que vai sendo traçado, assim como quando realizamos o caminho a San­tiago de Compostela, na Espanha. Da mesma forma, avaliar necessita da conversa uns com os outros, para com­partilhar dos sentimentos de conquista, da compreensão das setas.

A ousadia do ato de avaliar, neste caminho, tem o sentido de avançar sempre: promover e a autora nos apresenta assetas do caminho.

Buscando Caminhos

A avaliação, compreendida como a avaliação da aprendizagem escolar, deve servir à promoção, isto é, acesso a um nível superior de aprendizagem por meio de uma educação digna e de direito de todos os seres humanos.

Hoffmann é contrária à ideia de que primeiro é preciso mudar a escola e a sociedade para depois mudar a avaliação. Pelo contrário, a avaliação, por ser uma atividade de reflexão sobre os pró­prios atos, interagidos com o meio fí­sico e social, influi e sofre a influência desse próprio ato de pensar e agir. Assim é a avaliação reflexiva que pode transformar a realidade avaliada.